ESPAÇO PARTICULAR SEM QUALQUER RELAÇÃO LEGAL COM A IGREJA

sábado, 28 de fevereiro de 2009


"De que serve correr se você não estiver no caminho certo?"

Provérbio Alemão

Vocês Realmente Sabem O Que Têm?

Tivemos uma experiência insuperável no campo missionário. Batemos na porta de uma mulher e ela falou algo que nunca ouvimos antes: “Entrem aí”. Eu me lembro, eu era um missionário na Alemanha. Isso nunca acontecia conosco. Até os membros não diziam isso a nós. Neste ponto, essa querida mulher nos convidou a entrar.

Meu companheiro perguntou: “Você sabe quem somos?”

“Vocês querem falar sobre religião, não é?” disse ela.

“Sim, gostaríamos”, afirmou meu companheiro.

“Então, entrem aí. Eu já tenho visto vocês andando na minha vizinhança. Eu estou muito animada em ter vocês aqui. Por favor, venham à minha sala de estudo”. Entramos e sentamos e ela sentou numa mesa. Ela olhou para nós sorrindo, e aí apontou para três diplomas de PhD (título de Pós-Doutorado) pendurados na parede acima da cabeça dela. Um era de Teologia, o estudo de religião, outro de Filosofia, o estudo das idéias, e o último era de História Européia com ênfase em Cristianismo. Então, ela perguntou: “Vocês estão vendo aquela fila de livros ali?”

Olhamos uma fila bem organizada de livros. Ela falou: “Escrevi todos eles, sou uma professora de Teologia na Universidade de Munique. Estou fazendo este trabalho faz 41 anos. Eu adoro conversar sobre religião. O que vocês gostariam de debater?”

Meu companheiro foi inspirado para dizer: “Gostaríamos de falar com a senhora sobre o Livro de Mórmon”.

Ela então falou: “Eu não sei nada a respeito do Livro de Mórmon”.

Meu companheiro respondeu: “Eu sei”.

Vinte minutos depois, saímos da sala. Deixamos com ela um Livro de Mórmon, e o debate que ela queria começar havia terminado. Infelizmente, eu não vi essa mulher novamente por mais oito semanas e meia.

A próxima vez que eu a vi, ela estava vestida de branco na frente de uma capela cheia de pessoas (as roupas para o batismo são sempre brancas). Essa professora de Teologia da Universidade de Munique foi bem conhecida na Alemanha do sul. Ela se levantou na frente dessa pequena congregação e falou: “Antes que eu seja batizada, eu gostaria de expressar meus sentimentos. Em Amós 8:11 fala-se que haverá uma fome da Palavra do Senhor. Eu estava com esta fome por 76 anos. Por que vocês acham que eu tenho três PhD’s? Eu estava faminta pela verdade e não conseguia encontrá-la. Então, oito semanas e meia atrás, dois rapazes entraram na minha casa. Eu quero que vocês saibam que esses rapazes não me converteram. Eles não poderiam, não sabem o suficiente”, ela sorriu e continuou, “mas desde aquele dia em que eles entraram pela minha porta eu li O Livro de Mórmon, Doutrina & Convênios, A Pérola de Grande Valor, todos os livros escritos por Talmage, Evidência e Reconciliações por John A. Witdsoe, e mais 22 volumes de doutrinas da Igreja”.

Depois disso, ela falou algo que desafia cada um de nós: “Eu acho que vocês, os membros desta igreja, não sabem o que vocês têm”. Então, naquele jeito silencioso e poderoso dela, ela continuou: “Depois desses anos estudando Filosofia, eu peguei Doutrina & Convênios e li alguns versículos que responderam algumas das maiores questões de Aristóteles e Sócrates. Quando li estes versículos, chorei por quatro horas. Eu acho que vocês não sabem o que vocês têm. Vocês não entendem que o mundo está numa fome? Vocês não sabem que nós estamos famintos pelas coisas que vocês têm? Eu sou como uma pessoa faminta sendo guiada para um banquete. E por oito semanas e meia, estou me banqueteando de uma forma que nunca pensei que fosse possível”.

Depois disso, ela terminou seu discurso com sua escritura predileta: “Por vocês não verem, a verdade pode vos libertar”. Ela concluiu: “Esses missionários não levam somente a associação da Igreja nas mãos deles, eles também levam o poder de fazer a Expiação de Jesus Cristo exercer toda a sua força na minha vida. Hoje, vou para as águas fazer um convênio com Cristo pela primeira vez com a autoridade devida. Eu quis fazer isto toda a minha vida”.

O que é que levamos que tem “o poder de fazer a Expiação de Jesus Cristo exercer toda a sua força na vida (das pessoas que ensinamos)?

· O Livro de Mórmon !!!

· A Pedra Angular:

· Testemunho de Cristo

· Plenitude de Doutrina

· Alicerce de Testemunho

(PME [Pregai Meu Evangelho] p. 108)

Vocês sabem o que vocês têm?

“O Livro de Mórmon, juntamente com o Espírito, é seu recurso mais poderoso na conversão”.

(PME p. 108)

Responder a Objeções

“Devemos usar o Livro de Mórmon para lidar com as dúvidas que as pessoas têm em relação à Igreja (…).

(…) Todas as objeções, sejam elas referentes ao aborto, ao casamento plural, à adoração no sétimo dia, etc., basicamente dependem de sabermos se Joseph Smith e seus sucessores foram e são profetas de Deus e recebem revelação divina (…).

(…) O único problema que a pessoa que tem dúvidas precisa resolver por si mesma é saber se o Livro de Mórmon é verdadeiro. Porque se o Livro de Mórmon for verdadeiro, então Jesus é o Cristo, Joseph Smith foi Seu profeta, a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias é verdadeira e está sendo liderada hoje por um profeta que recebe revelação divina. Nossa principal tarefa é declarar o evangelho e fazê-lo eficazmente. Não temos a obrigação de responder a todas as objeções. Todo homem acabará tendo que confrontar a questão da fé e então terá que tomar uma decisão”. (A Witness and a Warning – ‘Uma Testemunha e um Aviso’ – pp.4-5).

Lembrem-se: “Os pesquisadores precisam resolver por si mesmos as suas preocupações e objeções”. (PME p. 113).

Contribuição de Eduardo Bernini

ALGUNS CONSELHOS PARA SE CONSTRUIR UM CASAMENTO FELIZ

1. Tenha Paciência. “Mantenha os olhos bem abertos antes do casamento e feche-os um pouco depois”.

2. Cultive o romantismo. “A expressão EU TE AMO, deve vir sempre acompanhada, documentada, alicerçada em algumas ações. Ela deve ser dita todos os dias. O romantismo é o fertilizante do casamento”.

3. Ajuda mútua nas tarefas do lar. Não deve haver distinção entre serviço de homem e serviço de mulher.

4. Comunicação constante e adequada. Nosso(a) companheiro(a) deve ser nosso melhor amigo e confidente.

5. Ter uma vida independente de influências indevidas. Não podemos permitir que isto aconteça.

6. Sacrificar seus próprios interesses em favor do outro. Não é justo um fazer as tarefas enquanto o outro se diverte.

7. Introspecção. É a capacidade de olhar para dentro de si mesmo e identificar falhas. Muitos desastres serão evitados com esta atitude.

8. Evitar o injusto domínio. Este item tem muitas facetas.

9. Fidelidade absoluta. Uma nova perspectiva de fidelidade. Fidelidade em pensamento.

10. Fazer do Salvador o centro de sua vida matrimonial. O estudo das escrituras em casal é uma extraordinária experiência de companheirismo.

ÉLDER PAULO GRAHL E SÍSTER GRAHL
Serão Domingueiro - 19/09/99 - Estaca Brasília

" QUANDO DEVEMOS NOS SENTIR REALIZADOS E FELIZES? "

Nós nos convencemos que a vida ficará melhor algum dia, quando nos casarmos, quando tivermos um filho e, depois, outro. Então, ficamos frustrados porque nossos filhos não têm idade suficiente e seria muito melhor se tivessem.

Depois, nos frustramos porque temos filhos adolescentes e temos de lidar com eles.

Certamente seremos mais felizes quando nossos filhos tiveram ultrapassado essa fase.

Dizemos que nossa vida só será completa quando nosso cônjuge conseguir o que busca.

Quando tivermos comprado um carro melhor, ou tivermos condições de fazer uma viagem longa. Quando tivermos aposentados.

A verdade é que não há melhor época para ser feliz do que agora mesmo! Se não, quando?

Sua vida será sempre cheia de desafios. É melhor admitir isto para você mesmo e decidir ser feliz de qualquer modo.

Uma das minhas frases favoritas é de Alfred D. Souza, quando diz: "Por muito tempo eu pensei que a minha vida fosse se tornar vida de verdade. Mas sempre havia um obstáculo no caminho, algo a ser ultrapassado antes de começar a viver, um trabalho não terminado, uma conta a ser paga. Ai sim, a vida de verdade começaria. Por fim, cheguei à conclusão de que esses obstáculos eram a minha vida de verdade”.

Essa perspectiva tem me ajudado a ver que não existe um caminho para a felicidade. A felicidade é o caminho!

Assim, aproveite todos os momentos que você tem. E aproveite-os mais se você tem alguém especial para compartilhar, especial o suficiente para passar seu tempo. E lembre-se que o tempo não espera ninguém.

Portanto, para de esperar até que você termine a faculdade; até que você volte para a faculdade; até que você perca 5 quilos; até que você ganhe 5 quilos; até que você tenha tido filhos; até que seus filhos tenham saído de casa; até que você se case; até que você se divorcie; até sexta à noite; até segunda de manhã; até que você tenha comprado um carro ou uma casa novos; até que seu carro ou sua casa tenha sido pagos; até o próximo verão, primavera, outono, inverno; até que você esteja aposentado; até que a sua musica toque; até que você morra, até que você nasça de novo e decida que não há hora melhor para ser feliz do que AGORA MESMO... Felicidade é uma viagem, não um destino. Por isso...

Trabalhe como se você não precisasse de dinheiro;

Ame como se você nunca tivesse se machucado;

E dance como se ninguém estivesse olhando!



Autor desconhecido se souberem me falem

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Seja Proativo

Ser proativo é mais do que tomar a iniciativa. É reconhecer que somo responsáveis pelas nossas próprias escolhas e que temos a liberdade de escolher com base em princípios e valores, mais do que em circunstâncias e condições. As pessoas proativas são agentes da mudança e escolhem não ser vítimas, não ser reativas, nem pôr a culpa nos outros.

Stephen R. Covey

Pense Nisto

videoAs vezes me pergunto o de tantos porquês rs....

" COMO MELHORAR A COMUNICAÇÃO NA FAMÍLIA "


1 - SEJA UM BOM OUVINTE:
Olhe para a pessoa que está falando. Não fique fazendo outra coisa que requeira sua atenção, como ler ou escrever. Faça comentários apropriados, de modo que a pessoa saiba que você está prestando atenção. Não ouça apenas com o propósito de declarar sua opinião assim que ela terminar de falar.

2 - ACEITE OS OUTROS MEMBROS DA FAMÍLIA COMO SÃO:
Não julgue, não condene ou critique um ao outro. Não diga coisas cruéis ou ferinas.

3 - CONFIE NOS PAIS OU EM OUTRAS PESSOAS DA FAMÍLIA:
Se, em ocasiões apropriadas você contar coisas pessoais para os outros, os outros também ficarão mais à vontade em confiar em você. Compartilhar sentimentos cria intimidade e boa comunicação.

4 - PREOCUPE-SE COM OS INTERESSES DAS OUTRAS PESSOAS DA FAMÍLIA:
Faça com que suas irmãs ou irmão saibam que se interessa por suas atividades, como esportes e passatempos. Mostre interesse no que estão fazendo, comparecendo às atividades deles e demonstre apoio.

5 - SEJA CARINHOSO(A):
Abrace e beije seus pais, irmãos e irmãs. Diga-lhes que os ama.

6 - CUMPRIMENTE E APROVE SINCERAMENTE O QUE OS FAMILIARES FAZEM:
Diga aos outros que gostou muito das coisas que realizaram e agradeça algo que fizeram por você. Relate as boas ações de um membro da família aos demais e escreva bilhetes de aprovação e incentivo.

7 - GUARDE OS SEGREDOS QUE LHE SÃO CONTADOS:
Quando uma pessoa da família lhe contar algo pessoal, respeite esta confidência e não a discuta com ninguém mais.

8 - AJUDE A CRIAR UM AMBIENTE PROPÍCIO A COMUNICAÇÃO:
Ajude a remover barreiras causadas por barulho e confusão. Arranje tempo para conversas pessoais com os membros da família. Tente resolver problemas nas noites familiares, conselhos de família ou entrevistas particulares com os pais.

  ©Template by Dicas Blogger.

TOPO